Páginas

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Como evitar pelos encravados

Geralmente quem se depila frequentemente sofre com os pelos encravados.
Pois é, eu li e estudei como eles surgem. É o seguinte: Isso acontece quando o pelo não nasce corretamente, ou seja, não consegue romper a pele, mas cresce internamente causando uma inflamação do folículo piloso, formando bolinhas acompanhadas de uma vermelhidão no local, dor e, quando infeccionado, pode apresentar pus.

Tenho aqui algumas dicas para evitar os tais pelos encravados:

* Aplicar esfoliante na área que vai ser depilada, 1 semana antes da depilação (alternando em um dia sim outro não)
* Receita de esfoliante caseiro: 1 colher de sopa de açucar + 1 colher de sopa de óleo de amêndoas. (Você pode esfregar de leve, em movimentos circulares com bucha vegetal, depois enxague, seque e passe um hidratante não oleoso)
* Evitar calças, shorts,bermudas etc, muito justos.
* Sempre lave a área a ser depilada antes e após a depilação (pois seus poros ficam abertos e propensos a bactérias)
* Nunca tente mexer nas "bolinhas" causadas por pelos encravados, pois isso deve ser feito por um dermatologista e além do mais pode deixar manchas.

Também vale dizer que os dermatologistas indicam a depilação a laser.

E se tratando das manchas causadas pelos pelos encravados não tente fazer receitinhas caseiras para clarear-las. Veja só o que esses ingredientes caseiros podem causar na sua pele:

-Maisena: "o amido realmente acalma a irritação aliviando o problema, mas não é capaz de clarear a pele, por isso, não funciona", explica Solange.
-
Limão com açúcar: "essa é a pior solução. Se exposto ao sol, você poderá sofrer queimaduras graves", alerta.
-
Fubá com aveia: "pela espessura granulada da mistura, pode ferir ainda mais a pele, provocando o escurecimento mais intenso", diz a dermatologista.
-
Água oxigenada: "é um produto químico que pode agredir a pele de forma intensa, provocando lesões, queimaduras e até intoxicação", explica a especialista.
-
Talco: "ele ajuda a diminuir o atrito no local, porém, sua composição química pode irritar a pele causando o efeito contrário. 
  
O mais recomendado é procurar um dermatologista, onde ele vai te oferecer diversos  cremes e  tratamentos específicos que além de eficientes, são seguros. 
Boas opções para solucionar o problema são os clareamentos com laser, que removem parte da pigmentação escura, ácidos clareadores, despigmentadores e peelings superficiais que não agridem a pele e ajudam na remoção das células mortas.

Vai aqui também algumas dicas para previnir as manchinhas indesejáveis:

- Nunca use desodorantes ou cremes com álcool
- Use e abuse de cremes hidratantes
- Prefira a depilação com cera ou laser à feita com lâmina
- Use roupas mais leves e menos coladas ao corpo
- Use cremes específicos para o seu tipo de pele
- Capriche no protetor solar, pois o sol intensifica o problema 

Nenhum comentário:

Postar um comentário